Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Me Cookies and Milk

Me Cookies and Milk

Ai a festa de finalistas...

E essa festa de finalistas do Dinis que tal correu?

Ora bem, na véspera da festa o colégio comunica que o acesso ao auditório vai ser limitado ao número de lugares existentes. OK, tudo bem, tudo joia, mas não será melhor reservar alguns lugares para os pais e familiares próximos dos finalistas? Não! Tás parva? As pessoas sabem-se comportar e serão conscienciosas.

Hmmm, a ver vamos…

Ora bem, é lixado, mas esta menina volta a ter razão… 1 hora antes da festa começar estavam pessoas acampadas à entrada do auditório e não cediam 1 centímetro para dar passagem aos meninos finalistas. Havia um ambiente tão tenso que quando as portas se abriram assisti aquilo que acho ser mais próximo da abertura de portas para um concerto do Justin Bieber. Pessoas demasiado histéricas e focadas apenas num único objetivo… serem as primeiras a entrar aconteça o que acontecer. Aquela celebre citação “Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo”, aqui, seria ajustada para “pessoas no caminho? Cilindro-as todas, para ter lugar no auditório”.

Fiquei imóvel a olhar para todo aquele espetáculo, até que me sinto a ser levada por aquela multidão demasiado ansiosa e nervosa. Preocupada e ainda a tentar proteger-me daqueles loucos ouço um grito ao meu lado de uma mãe a dizer “PAROU! Está tudo maluco? Estão aqui pessoas de idade e uma grávida. AFASTEM-SE!” 2 segundos de pausa e… voltou tudo ao mesmo.

Lá consigo entrar e quando chego ao auditório constato que a maior parte dos lugares já estavam reservados.

Quem entrou em primeiro reservou dezenas de cadeiras para os seus familiares e amigos que, entretanto, iam chegar. Tomo consciência do circo que aquela festa se tinha tornado, do egoísmo daquelas pessoas, arranjo um lugar e aviso a minha família que nem valia a pena tentarem vir à festa. A festa de finalistas tinha sido tomada de assalto por aqueles loucos…

O que não tem solução, resolvido está, por isso, respiro fundo e decido desfrutar da festa. E consegui! O Dinis esteve tão, mas tão bem que tudo o resto foi esmagado pelo orgulho que me tomou ao longo da festa.

Parabéns Dinis és o maior!

9 comentários

Comentar post